Notícias
home Informações
 Projeto da CIERJA recebe Menção Honrosa no Prêmio Innovare

 

O projeto “Criando juízo – uma rede de apoio à cidadania por meio da aprendizagem”, da Comissão Interinstitucional do Estado do Rio de Janeiro para a Aprendizagem (CIERJA), recebeu Menção Honrosa na 14ª Edição do Prêmio Innovare, que tem como objetivo identificar, divulgar e difundir práticas que contribuam para o aprimoramento da Justiça no Brasil. A cerimônia aconteceu nesta terça-feira (05/12), no Supremo Tribunal Federal, em Brasília. 

A iniciativa, inédita no país, é fruto de parceria entre sete instituições, incluindo a Amatra1, e visa encurtar distâncias entre empresas e adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa ou em acolhimento institucional, de forma a auxiliá-los no importante primeiro passo rumo à inserção no mercado de trabalho.

O projeto concorreu com 710 práticas, sendo um dos 12 finalistas, na categoria Tribunal. 

Presente durante a solenidade, o juiz do Trabalho André Villela, representante da Amatra 1 na CIERJA, destacou o objetivo principal do projeto. “É um desdobramento de um acordo de cooperação para combate ao trabalho infantil, e está relacionado às Varas da Infância para encaminhamento de crianças que cumprem medidas socioeducativas, ou que estão em situação de vulnerabilidade socioeconômica, para as empresas que têm de cumprir a cota de aprendizagem. A partir da fiscalização do Ministério do Trabalho e das autuações do MPT, nós identificamos empresas e sugerimos a possibilidade de elas procurarem, junto ao Tribunal de Justiça, o cadastro na central de vagas. Nós fazemos as ações conjuntas e, a partir daí, as empresas têm a liberdade para contratar. Atualmente, nós também desenvolvemos um projeto de aprendizagem com 440 jovens, já programando para expandir para 220 jovens no ano que vem”, explicou. 

Já a desembargadora aposentada Gloria Regina Ferreira Mello, também integrante do projeto da CIERJA, destacou que o sucesso do projeto advém da articulação e do diálogo interinstitucionais construídos.

Também presente na cerimônia, o presidente da Anamatra falou sobre a importância da atuação da Magistratura trabalhista  em práticas sociais. “A Magistratura do Trabalho, mais uma vez, fez um belíssimo papel no Innovare. A proposta finalista apresentada, que conta com a participação do da Amatra 1 e do TRT 1, chamou a atenção de todos, pela inventividade e pela capacidade de mudar comportamentos. Infelizmente, não foi agraciada, mas serviu a todos os presentes, e aos mais que a conhecerem, como referência e inspiração para ações semelhantes”. 

 

 

 

Sobre a CIERJA - A Comissão Interinstitucional do Estado do Rio de Janeiro para a Aprendizagem (Cierja) consiste na articulação interinstitucional entre o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro; o Tribunal Regional do Trabalho 1ª Região; o Ministério Público do Trabalho – Procuradoria Regional do Trabalho da 1ª Região; o Ministério do Trabalho - Superintendência Regional do Trabalho no Rio de Janeiro; a Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 1ª Região (Amatra1); a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, incluindo o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (DEGASE) e as empresas e entidades formadoras parceiras.

 

*Com informações da Anamatra 

Foto: Rosinei Coutinho/STF

 

 
Área Exclusiva
E-mail
Senha
Esqueceu a senha?
Busca
Amatra Informa
Revista no Mérito

MAPA DO SITE COMO CHEGAR
Amatra 1
Sobre
Histórico da Inst.
Diretoria Atual
Estatuto
Diretorias Anteriores
TJC
Informações
Notícias
Calendário
Galeria de Fotos
Publicações
Artigos Científicos
No Mérito
Amatra Informa
Fórum de discussões
Amatra na Mídia
Entrevistas
Arquivos de decisões
Amatra e você
Sugestões
Dicas Sociais
Convênios

Av. Presidente Wilson, 228
7º andar - Rio de Janeiro/RJ
TELEFONE: (21)2240-3488