Notícias
home Informações
 Dia Mundial contra o Trabalho Infantil: nova campanha chama atenção para crianças e jovens refugiados

 

Nesta segunda-feira (12/06) em que se celebra o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, entidades e associações se reuniram, na sede da OAB/RJ, para o lançamento da campanha 2017 “Em conflitos e crises, proteja as crianças do trabalho infantil”. O lançamento aconteceu durante seminário especial realizado sobre o tema, promovido pela OAB-RJ, pelo Fórum Estadual de Prevenção do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente (FEPETI/RJ), pelos signatários do Acordo de Cooperação no Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem no Estado do Rio de Janeiro e pelo Comitê de Proteção Integral a Crianças e Adolescentes nos Megaeventos do Rio de Janeiro.

Representando a Amatra1 no Acordo de Cooperação, o juiz André Villela participou da mesa de abertura do evento. “Os integrantes das instituições que compõem o Acordo não têm dúvida de que os conflitos, catástrofes e crises afetam a vida de todos os que estão em sua área de ocorrência, em especial àqueles mais vulneráveis, como as crianças, adolescentes e jovens que têm seus direitos violados todos os dias. Constata-se que as necessidades geradas por essas situações resultam no aumento da incidência do trabalho infantil, mormente em suas piores formas. Portanto, é fundamental debates como este”, disse.

Villela também ressaltou que o Acordo está aberto e em busca de adesão de toda e qualquer entidade que queira atuar em conjunto.

Também presente na abertura, o representante da FEPETI/RJ, Carlos Humberto, destacou que a celebração da data é transversal aos outros meses, uma vez que o Fórum segue pensando o enfrentamento do trabalho infantil por meio de ações articuladas com demais órgãos ao longo do ano.

Antes de apresentar a campanha de 2017, o auditor fiscal do Trabalho do Ministério do Trabalho, Eugenio Santana Marques, traçou um panorama do trabalho infantil no Brasil e fez uma retrospectiva das campanhas anteriores.

Segundo dados trazidos por Eugenio, o trabalho infantil é hoje a segunda causa de evasão escolar no Brasil, o que torna urgente o trabalho em rede, tal como vem sendo realizado no Rio de Janeiro. Em 2015, o Rio foi o estado que mais realizou fiscalização de trabalho infantil. Foram 649 fiscalizações. Já no ano passado, foram 738 fiscalizações com 126 crianças e adolescentes encontradas em situação irregular.

O primeiro painel da manhã debateu a situação dos refugiados no Brasil. O vice-presidente do Comitê Estadual Intersetorial de Políticas em Atenção a Refugiados e Migrantes (CEIPARM), Ugo Medrado Correa, chamou atenção para a escalada do número de refugiados no país. Já são cerca de 10 mil reconhecidos no Brasil. “É um número pequeno em comparação a outros países, como a Turquia, mas ele vem timidamente crescendo”, afirmou, completando que ainda há cerca de 30 mil refugiados aguardando reconhecimento. Dentre os desafios impostos à integração, Ugo destacou o acesso à documentação e à moradia, a validação de diplomas e a integração de crianças nas escolas.

Em seguida, a coordenadora do Setor de Integração do Programa de Atendimento a Refugiados da Caritas Arquidiocesana do Rio de Janeiro, Débora Marques Alves, detalhou como é feito o processo de integração dos refugiados, principalmente das crianças e adolescentes, no Rio. A Caritas tem cerca de 4288 refugiados reconhecidos em seu cadastro, destacando-se angolanos, congoleses, cubanos e colombianos. “Nosso atendimento é baseado no tripé acolhimento, proteção legal e integração local. No caso das crianças, nossa estratégia imediata é a inserção nas escolas como forma de resguardá-la”, falou.

Em seu último painel, o seminário ainda discutiu concentração de renda, pobreza e recrutamento e oferta de adolescente para o tráfico de drogas.

Também esteve presente no evento a coordenadora regional do Programa Trabalho, Justiça e Cidadania, juíza Teresa Carelli.

 

 

 

 
Área Exclusiva
E-mail
Senha
Esqueceu a senha?
Busca
Amatra Informa
Revista no Mérito

MAPA DO SITE COMO CHEGAR
Amatra 1
Sobre
Histórico da Inst.
Diretoria Atual
Estatuto
Diretorias Anteriores
TJC
Informações
Notícias
Calendário
Galeria de Fotos
Publicações
Artigos Científicos
No Mérito
Amatra Informa
Fórum de discussões
Amatra na Mídia
Entrevistas
Arquivos de decisões
Amatra e você
Sugestões
Dicas Sociais
Convênios

Av. Presidente Wilson, 228
7º andar - Rio de Janeiro/RJ
TELEFONE: (21)2240-3488